Cinema Cigano

Patrin Caravana Cigana está promovendo mensalmente um evento chamado CINEMA CIGANO, com o intuito de divulgar as produções cinematográficas sobre o povo Rom. Na primeira edição desse evento teremos o filme LATCHO DROM de Tony Gatlif.


Latcho Drom em romani significa bom caminho ou caminho seguro. É um filme sem diálogo e elenco. Assume a forma de viagem que, durante um ano, do verão ao outono e do inverno à primavera, acompanha diversos grupos nômades, desde a Índia até a Espanha, passando pela Turquia, Romênia, Hungria, República Tcheca, Alemanha e França. Relembrando o massacre nazista (Porrajimos) que dizimou milhares de ciganos nos campos de concentração e finalmente denunciando/exorcizando os crimes e preconceitos sofridos ao longo dos séculos. Através de músicos e dançarinos são mostrados os caminhos percorridos pelo povo romani. 



Ficha técnica:

Título: Latcho Drom
Direção e roteiro: Tony Gatlif
Ano: 1993
País: França
Gênero: Documentário
Duração: 103 min
Com música de: La Caita, Schmidt Tchavolo, Taraf de Haidouks
Prêmios:  Un Certain Regard de Cannes 1993 e Montreal Grand Prix Especial 1997

Sobre o Diretor:  Michel Dahmani, mais conhecido como Tony Gatlif, nasceu na Argélia em 10 de Setembro de 1948, filho de mãe cigana andaluza e pai argelino, é diretor, músico, produtor e ator.  Gatlif chegou à França em 1960 durante a Guerra da Argélia.



Algumas declarações sobre o filme:

"Basta ver e ouvir e por vezes fechar os olhos nas músicas de lamento, é história contada sobre palmas e pés, da diversidade de um povo. O filme é um pouco isso, não precisa entender a língua, basta ser humano e compreender que a forma mais certa de matar um povo é matar sua cultura, não aceitar sua evolução e não respeitar sua descendência".
(Cozinha dos Vurdóns/Homeopatas dos Pés Descalços)

"É um filme tão encantador e bem concebido, que ele só poderia quebrar os corações daqueles que odeiam os ciganos".
(Contact Film)








Share this:

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário